Skip to content

Criação de Sites para Advogados RJ

Procurando empresas de Criação de Sites para Advogados? Confira a nossa criação e desenvolvimento de sites. Aqui na HGX desenvolvemos sites de alto padrão para todos os tipos de segmentos

Conheça tudo aquilo deve ser considerado pelo Advogado diante das limitações impostas pelo Código de Ética e Disciplina da OAB, e como é possível fazer publicidade nesse cenário.

Se você deseja avançar na conquista de novos clientes ou também transmitir autoridade nos meios digitais de forma ética, este material é para você!

1. O que é Marketing Jurídico Digital

Primeiramente, é importante saber a diferença entre publicidade e marketing, e entender que sim, o Marketing Jurídico Digital é uma prática possível para a advocacia e que não vai infringir o Código de Ética da OAB se feita corretamente.

Portanto, Marketing nada mais é do que um conjunto de estratégias que visam a satisfação do público a partir de suas necessidades e desejos.

Em contrapartida, a Publicidade é uma das ferramentas as quais o Marketing predispõe em construção de estratégias.

Podemos dizer então que o Marketing é a pizza e a publicidade é uma das fatias.

Enquanto às estratégias, estas, constroem todo o mapa de passos e guias do que deve ou não ser feito.

A princípio, desde criação de site, conteúdos para um blog, e-mail marketing, redes sociais, anúncios a outros.

Nesse sentido, o Marketing Jurídico Digital é uma extensão das estratégias que visam o contentamento da audiência.

Utilizando-se de ações digitais, em conformidade com o Código de Ética e Disciplina da OAB.

2. O que diz o Código de Ética e Disciplina da OAB e o Provimento 205/2021

O Capítulo IV do Código de Ética e Disciplina da OAB se volta completamente às práticas publicitárias permitidas para os advogados e aqui, ressaltamos o Artigo 28 em sua completude:

“Art. 28. O advogado pode anunciar os seus serviços profissionais, individual ou coletivamente, com discrição e moderação, para finalidade exclusivamente informativa, vedada a divulgação em conjunto com outra atividade. “

Então acabamos aqui com a informação equivocada e muito difundida de que advogado não pode fazer publicidade. Permite-se fazer anúncios, desde que seja de forma informativa, sem banalizar a profissão.

Um dos motivos pelo qual muitos advogados acreditam que é proibido fazer Marketing é pelo fato de não conhecerem a fundo os conceitos do mesmo.

Entretanto, o Código e o Provimento são muito claros quanto à algumas práticas que são vedadas à publicidade profissional.

Uma vez que estes vetos dizem respeito às ações diretas de captação, mercantilização da profissão ou quando relacionados a sobriedade obrigatória do advogado em todas as comunicações.

Em outras palavras, quanto às ações online, é vedada termos como “Ligue agora”, “Consulta grátis”, precificação e outras expressões que banalizem a classe profissional.

Além disso, essas expressões são as principais responsáveis por mercantilizar a profissão e são estritamente proibidas.

Já quanto à sobriedade nas comunicações, mesmo subjetivamente, atrela-se às cores usadas em peças como logotipo, placas do escritório, cartão de visita, sites e mais.

É comum buscar tonalidades mais escuras como azul-marinho ou até mesmo preto, mas não se limitando a estas.

Em segundo lugar, não podemos deixar de falar sobre o provimento que dispõe sobre a publicidade, a propaganda e a informação da advocacia.

É este provimento que traz mais especificidade ao falar da publicidade na advocacia e ainda assim, é permitido, bem como está escrito:

“Art. 1°. É permitida a publicidade informativa do advogado e da sociedade de advogados, contanto que se limite a levar ao conhecimento do público em geral, ou da clientela, em particular, dados objetivos e verdadeiros a respeito dos serviços de advocacia que se propõe a prestar, observada as normas do Código de Ética e Disciplina e as deste Provimento.”

Publicidade informativa pode ser, por exemplo, a produção de artigos de caráter informativo voltados para explicações e dúvidas no que condizem assuntos jurídicos.

O Provimento cita inclusive a possibilidade de usar a internet como veículo de informação publicitária na advocacia, então não restam dúvidas que é possível sim usar a internet a favor do advogado.

3. Porque investir em Marketing Jurídico Digital

Se a expansão da carteira de clientes para o escritório de advocacia é uma prioridade, então o advogado deve considerar uma estratégia de Marketing Jurídico Digital.

Não só hoje é possível tanto destacar um escritório de advocacia para clientes que já procuram por tais serviços na internet, como prospectar clientes que ainda nem estão procurando por um advogado, mas possuem o perfil de cliente desejado pelo escritório.

O bom e velho networking também é Marketing? Sim, mas este é apenas uma das maneiras de manter uma rede de relacionamentos ativa.

Pois depender somente das relações interpessoais fora da internet para conseguir novos clientes, pode tornar o crescimento do escritório pouco previsível, limitado ou até mesmo estagnar o avanço do escritório.

Visto que até mesmo os processos estão migrando para os meios digitais, o network também pode ser online.

Se acaso não estiver convencido, listaremos alguns efeitos de um bom Marketing Jurídico Digital:

Ser reconhecido como autoridade

Primeiramente, as pessoas geralmente procuram por especialistas para resolver problemas específicos do cotidiano.

Portanto, para solucionar questões que demandam apoio jurídico, espera-se do advogado, que ele entenda ou ao menos comunique que entenda profundamente do tipo do caso demandado pelo cliente.

Passar confiança é essencial durante o processo de contratação de um apoio jurídico, e os meios digitais podem ser um forte aliado para que o advogado comunique que realmente entende do assunto.

Posto que aquilo que sabemos com propriedade, geralmente conseguimos explicar muito bem, não é verdade?

Por isso registrar e divulgar seu conhecimento jurídico nos meios digitais (artigos, vídeos, etc) são uma ótima opção para transmitir segurança e gerar autoridade tanto para novas oportunidades como para o meio jurídico.

Novos clientes por indicação

Direito tem tudo a ver com relacionamento, mas muitos advogados, apesar de desempenharem um ótimo trabalho, deixam de receber indicações de seus clientes por simplesmente desaparecerem após a conclusão de uma demanda.

Então se o seu cliente não lembra mais de você, como ele poderá te indicar? Sendo assim, não é por acaso que o ditado “quem não é visto não é lembrado” ainda atravessa gerações.

O uso de boletins informativos por e-mail, constância nas redes sociais ou outras formas digitais de manter um relacionamento frequente com a base de contatos, são excelentes formas de estar sempre ativo com a rede de contatos, e assim receber novas indicações espontâneas.

Captação de clientes de forma permitida pela OAB

A princípio, a indicação é algo muito presente na advocacia.

Atualmente, é cada vez mais comum as pessoas buscarem por indicações de profissionais para o próprio Google.

Isto é, o cliente que tem pressa ou quer privacidade, busca por um advogado no Google, e ficar de fora do marketing de busca é deixar estas oportunidades entrarem em contato com outros escritórios ao invés do seu.

Através dos meios digitais, é possível não apenas destacar o escritório de advocacia para aquelas pessoas que buscam agora por seus serviços.

Bem como é possível atrair clientes em potencial através de conteúdos informativos.

Em contrapartida do marketing tradicional, o qual as empresas vão atrás de novos clientes, a advocacia pode explorar estratégias como o marketing de atração, permitido pela OAB.

Em princípio, este tipo de estratégia é baseada em marketing de conteúdo, que explora canais como mecanismos de busca, blogs e redes sociais para ser encontrado por novas oportunidades para o escritório de advocacia.

Então dado alguns dos motivos pelo qual o escritório de advocacia deve considerar o Marketing Jurídico Digital, vamos avançar e conhecer algumas das ações digitais para o advogado colocar em prática.

4. Estratégia de Marketing Jurídico Digital

Já compreendemos que é possível fazer no Marketing Jurídico Digital de acordo com o Código de Ética da OAB e o Provimento 205/2021. Mas afinal, como fazer Marketing Digital na advocacia?

Então pensando nas possibilidades, uma estratégia que casa muito bem com as recomendações da OAB, é a de Inbound Marketing.

Por fim, este é o famoso Marketing de Atração.

Em síntese, a ideia é inverter os papéis tradicionais e fazer com que o cliente busque ativamente pelo escritório.

Entretanto, nesse formato, pressupõe-se que o possível cliente é atraído inicialmente por uma informação, e não necessariamente irá contratar de imediato os serviços do escritório.

Sendo assim, é comum que aconteça uma série de contatos e envio de mais informações, até que o possível cliente tome a decisão de contratar o escritório.

Marketing de Conteúdo para advogados

O Marketing de Conteúdo é todo aquele, feito com o objetivo de informar, educar e esclarecer pessoas interessadas.

Uma vez que estejam elas em busca de uma solução ou não.

Por isso o conteúdo existe em diversos formatos, eles criam pontos de contato que podem gerar a atração pela marca e/ou escritório.

Só para ilustrar, o conteúdo pode ser um ebook, e-mail marketing, artigos no site/blog, vídeos, áudios, entre outros.

O Marketing de Conteúdo então se torna o combustível do Inbound Marketing!

Mas para extrair o máximo de seu potencial, é importante observar dois fatores: mídias pagas/orgânicas e SEO.

Mídia Paga e Mídia Orgânica

Já que falamos sobre o Conteúdo, é importante citar as opções de mídias para atrair o público para tais conteúdos.

Por isso é fundamental diferenciar a mídia paga da orgânica.

Obviamente, a mídia paga é aquela que precisamos pagar.

É uma forma de atrair o público através dos canais digitais por meio de anúncios patrocinados.

As opções mais utilizadas no meio jurídico são: Google Ads, Facebook Ads, Linkedin Ads e outros.

Por outro lado, a mídia orgânica não necessita de dinheiro para se explorar. Sendo o significado de “Orgânico” neste caso, remete à algo “natural”.

Seu resultado é mais demorado e o conteúdo da mídia deve ser estrategicamente pensado para que efetivamente gere resultado.

Umas das técnicas orgânicas recomendadas para advogados é a utilização de SEO na construção de conteúdo relevante no site do escritório.

SEO

O SEO (Search Engine Optmization) é um conjunto de técnicas e boas práticas que visam otimizar um site/página para os mecanismos de busca.

As otimizações podem ser feitas dentro e fora de seu site, sendo que o esforço consiste em conquistar gradativamente melhores posições para o escritório nos resultados de busca.

Para isso é importante garantir uma boa experiência do usuário no seu site, códigos bem estruturados, velocidade no carregamento das páginas, compatibilidade com dispositivos móveis.

Mas uma das principais ações são feitas nos próprios conteúdos/artigos do site.

Utilização de palavras-chave bem escolhidas, links estratégicos entre os conteúdos, textos que oferecem uma boa legibilidade e outros fatores são essenciais no SEO.

Hoje em dia são mais de duzentos fatores para considerar neste processo de otimização. Porém, observar estes itens, seguramente farão toda a diferença para conquistar melhores posições no Google de forma orgânica.

Frisamos que estar na primeira página do Google – a maior vitrine do mundo atual – é aparecer para a pessoa certa e no momento certo.

É destacar o escritório de advocacia para as pessoas que estão procurando exatamente pelos serviços do advogado.

5. Os melhores canais de publicidade para o advogado

Site Institucional e Blog

Ao contrário das redes sociais, o site é o seu terreno próprio na internet, sem limitações de layout, formatos ou recursos. O site institucional demonstra credibilidade, oferece recursos exclusivos e uma comunicação personalizada para o advogado.

O blog talvez seja um dos principais influenciadores no sucesso de um site para advogado.

Ele é a central de conteúdos junto ao site, permitindo a atração de novas oportunidades através da produção de conteúdos para o seu perfil de cliente.

A criação de conteúdos para o blog deve considerar estratégias como SEO e até mesmo anúncios pagos para melhores resultados.

A produção de conteúdos junto ao blog é umas das opções mais econômicas quando o assunto é marketing para advogados. Considerando é claro que a redação dos textos seja feita pelo próprio advogado ou alguém de sua equipe.

Via: www.bonafide.digital

Mais Novidades!

Inbound Para Comércio Eletrônico: Dicas e Tutoriais!

Inbound Para Comércio Eletrônico: Dicas e Tutoriais!

No cenário dinâmico do comércio eletrônico, conquistar e manter a atenção dos clientes é essencial para o sucesso de qualquer negócio online. Nesse contexto, o inbound marketing emerge como uma
Tendências em Design de Sites RJ O que é, como funciona

Tendências em Design de Sites RJ: O que é, como funciona?

No dinâmico cenário digital do Rio de Janeiro, o design de sites desempenha um papel crucial na representação das marcas, empresas e organizações locais, ao mesmo tempo em que reflete
Criação de Sites para Diversão & Humor no Rio de Janeiro

A Importância da Criação de Sites Para Seu Negócio!

Em um mundo cada vez mais digitalizado, a presença online é fundamental para o sucesso de qualquer empresa, independentemente de seu tamanho ou setor de atuação. Nesse contexto, a criação
Atendimento Online!